Sapato anti-demônios de 300 anos é encontrado em universidade

A equipe de manutenção da Universidade Cambridge só queria instalar cabos elétricos quando tropeçou sem querer em um sapato de 300 anos escondido nas paredes da instituição inglesa

Hoje, o lugar em que o sapato foi encontrado é uma área de alimentação e estudo, mas estima-se que, entre 1600 e 1700, era um ambiente usado pelo diretor da universidade. Provavelmente, o objeto foi colocado ali para oferecer proteção contra o mal. Segundo a Northampton Museums & Art Gallery, a tradição supersticiosa vem de 1300. A ideia é que, por assumir a forma do pé do proprietário, o objeto carregue um pouco de seu espírito e assim direcione os demônios.

O artefato é de um pé esquerdo tamanho 36, e está tão bem preservado que detém partes do tecido original — tem inclusive um buraco na sola, o que indica que ele de fato foi usado antes de ter sido oferecido ao diabo.

“A tradição de deixar objetos como moedas, ou coisas do tipo, nas paredes de construções que acabaram de ser feitas, na verdade, é uma coisa que fazemos até hoje, mas não como superstição. É mais como uma assinatura para dizer que nós estivemos ali”, disse, em nota, Steve Beeby, o chefe de manutenção da universidade. “Já em relação a manter os espíritos maus afastados, o sapato parece que fez um bom trabalho até agora.”

Artigo de: Revista Galileu