Dieta do tipo sanguíneo: Técnica ensina a comer de acordo com o seu tipo sanguíneo

A técnica da dieta do tipo sanguíneo surgiu há 20 anos, quando o dr. Peter J. d’Adamo publicou nos Estados Unidos o livro “Eat Right For Your Type” (Alimente-se Corretamente de Acordo com Seu Tipo de Sangue).

A técnica serve como orientação na hora de escolher quais os alimentos que devemos consumir de acordo com o tipo sanguíneo.

 

Assim, para cada grupo sanguíneo, os alimentos são classificados como:

benéficos: alimentos que previnem e tratam doenças;

neutros: alimentos que não previnem doenças, mas não prejudicam a pessoa;

nocivos: alimentos que podem agravar ou causar danos à pessoa.

 

Veja a seguir, o que pode e o que não pode consumir cada tipo de sangue:

Perfil Tipo A

Segundo o guia do Dr. Adamo, as pessoas do Tipo A são centradas e procuram uma vida com estrutura, ritmo e harmonia.

Elas querem paz e querem estar cercadas de pessoas positivas e que podem ajudar. Às vezes, quando ficam estressadas, elas ficam com os hormônios desequilibrados.

 

Dieta para Tipo A

As pessoas do Tipo A podem se beneficiar muito de uma dieta simples com exercícios moderados. Uma dieta orgânica e vegetariana vai ajudar a prevenir diabetes, doenças cardiovasculares e até mesmo câncer.

Pode ser difícil ficar longe de carne e mudar para proteína, vegetais e grãos, mas essas comidas vão melhorar esse sistema imunológico.

O Tipo A deve incorporar frutas, vegetais, grãos e legumes na sua dieta.

Alimentos benéficos

Carnes: evitar carnes vermelhas.

Peixes: bacalhau, salmão vermelho, salmão, sardinha, truta.

Laticínios: queijo de soja.

Frutas: abacaxi, ameixa, cereja, figo, limão, amora, damasco.

Verduras: abóbora-moranga, alface romana, acelga, brócolis, cenoura, alcachofra, cebola.

Cereais: farinhas de centeio, arroz, soja e aveia, pão de farinha de soja.

Outros: alho, molho de soja, missô, melado de cana, gengibre, chá verde, café normal, vinho tinto.

Alimentos neutros

Carnes: frango e peru.

Peixes: atum, pescada.

Laticínios: iogurte, muçarela, ricota, iogurte com frutas, coalhada, queijo-minas.

Frutas: melão, passas, pera, maçã, morango, uva, pêssego, goiaba, kiwi.

Verduras: agrião, chicória, milho, beterraba.

Cereais: fubá de milho, flocos de milho, cevada.

Outros: açúcar branco, chocolate, alecrim, mostarda (seca), noz-moscada, manjericão, açúcar mascavo, orégano, canela, hortelã, salsa, sálvia.

Alimentos nocivos

Carnes: bovina, carneiro, cordeiro, pato, porco e derivados, vitela.

Peixes: mexilhões, lagostim, salmão defumado, caviar, ostra, lagosta, camarão, caranguejo.

Laticínios: creme de leite, sorvete, leite magro e integral, manteiga, requeijão.

Frutas: caqui, carambola, coco.

Verduras: repolho, tomate, inhame, batata, berinjela, batata-doce.

Cereais: creme e germe de trigo, farinha de trigo integral, pão preto, pão integral, farinha branca, granola.

Outros: alcaparra, gelatina pura, pimenta em grão, vinagre, cerveja, licor, chá preto, refrigerante.

 

Perfil do Tipo B

As pessoas do Tipo B são maleáveis, adaptáveis e conseguem viver bem em situações diversas.

Eles não são teimosos, são mente aberta e veem as vantagens e desvantagens de tudo.

Eles querem equilíbrio e produzem muito cortisol quando estão estressados, causando vários problemas de saúde.

Entretanto, quando eles conseguem viver de maneira equilibrada, eles conseguem diminuir drasticamente seus riscos e conseguem ser mais saudáveis que qualquer outro tipo sanguíneo.

Dieta para Tipo B

As pessoas do Tipo B adoram comida. Mas para otimizar o processo metabólico e evitar retenção de líquidos e fadiga, eles deveriam evitar milho, lentilhas e amendoim na dieta.

Para manter os níveis de açúcar equilibrados, especialmente depois de refeições, eles devem comer mais vegetais, ovos e comidas sem gordura.

Para esse tipo, o medico recomenda trocar frango por outras proteínas, como a do carneiro, pois frango pode causar problemas como infarto e outras desordens cardíacas.

Alimentos benéficos

Carnes: carneiro, cordeiro, coelho

Peixes: bacalhau, salmão, linguado, badejo, caviar, sardinha.

Laticínios: iogurte, muçarela, coalhada, leite, queijo, ovos, ricota.

Frutas: abacaxi, banana, mamão, uva, ameixa fresca.

Verduras: batata-doce, cenoura, berinjela, inhame, beterraba, brócolis, couve, repolho.

Cereais: arroz integral, aveia integral.

Outros: gengibre, salsa, açafrão, hortelã, pimenta, ginseng, gengibre, sálvia.

Alimentos neutros

Carnes: carne bovina, peru, vitela.

Peixes: arenque, truta, atum, lula.

Laticínios: leite de soja, queijo parmesão, queijo de soja, manteiga, requeijão, leite integral.

Frutas: morango, laranja, kiwi, passas, pera.

Verduras: abóbora, agrião, alface, acelga, aipo, cogumelo, espinafre.

Cereais: granola.

Outros: café, vinho branco, cerveja, chá preto, chá de amora, hortelã, camomila.

Alimentos nocivos

Carnes: frango, pato, porco, presunto.

Peixes: lagosta, camarão, anchova, caranguejo, polvo, ostra, polvo, mexilhão.

Laticínios: queijo fundido e roquefort, sorvete com leite.

Frutas: caqui, carambola, coco.

Verduras: alcachofra, azeitona, tomate, broto de feijão, milho verde.

Cereais: farinha de trigo, milho, centeio.

Outros: canela, maisena, pimenta branca, pimenta-do-reino, gelatina pura, refrigerante, bebidas destiladas.

 

Perfil do Tipo O

Assim como para os outros tipos, o segredo é manter o stress baixo. Pessoas do Tipo O são impulsivas e temperamentais, sempre enfrentando altos e baixos.

O Dr. Adamo sugere comer bastante frutas, vegetais, peixes e outras carnes magras.

É importante não exagerar nos derivados de leite e evitar álcool e cafeína para não elevar a adrenalina.

Dieta para Tipo O

O tipo O carrega dois anticorpos (A e B) e isso faz com que ele seja um doador universal.
Entre todos os tipos, esse tipo é o que digere melhor as proteínas, gorduras e cálcio. Isso aconteceu porque eles possuem mais enzimas digestivas.

Mas existe um lado ruim nisso. Eles tendem a ter mais ulceras, inflamações e gastrite.

Alimentos benéficos

Carnes: bovina, carneiro, vitela, cordeiro.

Peixes: bacalhau, badejo, sardinha, linguado, salmão.

Laticínios: queijo de leite de cabra, queijo de soja.

Frutas: ameixa, nozes, figo, semente de abóbora.

Verduras: abóbora, brócolis, espinafre, alface romana, acelga, salsa.

Cereais: apenas o trigo germinado.

Outros: azeite de oliva.

Alimentos neutros

Carnes: frango e peru.

Peixes: atum, camarão, lagosta.

Frutas: noz-pecã, castanhas, avelã, pinha.

Verduras: abobrinha, agrião, inhame.

Cereais: farelo de arroz, farinha de trigo integral.

Alimentos nocivos

Carnes: carne de porco e derivados, como presunto e bacon.

Laticínios: queijos, creme de leite, iogurte, leite (integral ou magro), sorvete.

Peixes: caviar, salmão defumado, polvo.

Frutas: laranja, morango, coco, amora, amendoim, castanha-do-pará, pistache, castanha de caju, abacate.

Verduras: berinjela, batata-inglesa, champignon, milho, repolho.

Cereais: aveia, trigo, cuscuz e pão branco.

Outros: óleo de milho, óleo de amendoim.

 

Perfil Tipo AB

O Tipo AB é extremamente raro e é achado em apenas 5% da população mundial. De fato, até o século 800, esse tipo praticamente não existia. Ele surgiu da mistura entre o Tipo A e o B e consequentemente as dificuldade e forças do Tipo AB tipo são uma mescla desses outros dois.

Geralmente, o Tipo AB adora conhecer novas pessoas, são abertos e confiam nos outros. Mas às vezes se sentem muito isolados. Apesar disso, são intuitivos, emocionais e simpáticos.

Dieta Tipo AB

O Tipo AB tem menos ácido no estômago, mas não digerem bem a proteína, o que pode resultar em acúmulo de gordura.

O Dr. sugere que é melhor que esse tipo evite cafeína e álcool, especialmente se estão estressados.

Eles devem comer menos, mais frequentemente e evitar comer muita proteína em uma só refeição.

Esse tipo deve incluir muitos vegetais, frutos do mar, tofu e leite na dieta.

Alimentos benéficos

Carnes: carneiro, coelho, cordeiro e peru.

Peixes: atum, bacalhau, cavala, sardinha, garoupa, truta.

Laticínios: coalhada, iogurte, muçarela, ricota, queijo cottage.

Frutas: abacaxi, ameixa, cereja, figo, limão, kiwi, uva, framboesa.

Verduras: aipo, alho, beterraba, berinjela, brócolis, couve-flor, pepino.

Cereais: arroz, farinha de centeio, farinha de trigo, aveia.

Outros: curry, alho, missô, gengibre, camomila.

Alimentos neutros

Carnes: faisão, fígado.

Peixes: arenque, linguado, carpa.

Laticínios: leite e queijo de soja, leite desnatado, requeijão.

Frutas: ameixa seca, pera, passas, mamão, maçã, pêssego.

Verduras: broto de bambu, cebolinha, escarola, agrião, vagem.

Cereais: cevada, germe de trigo, granola.

Outros: açafrão, mel, açúcar, melaço, chocolate, vinho.

Alimentos nocivos

Carnes: bovina, frango, porco, presunto e vitela.

Peixes: anchova, camarão, caranguejo, lagosta, linguado, ostra, mexilhão, siri.

Laticínios: leite integral, creme de leite, queijo parmesão, brie, provolone, roquefort, manteiga.

Frutas: banana, caqui, goiaba, laranja, manga.

Verduras: alcachofra, milho verde, nabo, pimentão, rabanete.

Cereais: farinha de cevada, de milho, trigo-sarraceno, cereais matinais, amido de milho.

Outros: alcaparra, tapioca, vinagre, mel de milho, anis, maisena, malte de cevada, pimenta-do-reino e pimenta vermelha.

Fonte: Perfeito