7 coisas horríveis e nojentas que foram encontradas vivendo dentro de pessoas

Não é o que há de fora que deve te deixar preocupado, e sim o que pode ou não estar secretamente vivendo dentro de você! Neste post, você verá criaturas horrorosas e coisas nojentas e terríveis encontradas vivendo dentro dos seres humanos que te darão pesadelos.

Algumas dessas coisas entram nos seres humanos através de alimentos, enquanto outros deixaram seus ovos diretamente na cabeça do hospedeiro sem que ele perceba.

Abaixo está uma lista dos invasores mais assustadores que podem acabar vivendo dentro de você, às vezes sem o seu conhecimento.

Confira 7 coisas horríveis e nojentas que foram encontradas vivendo dentro de pessoas:

7. Barata vivendo dentro da cabeça de uma mulher

Num verdadeiro pesadelo que virou realidade, médicos da Índia descobriram uma barata viva no crânio de uma mulher depois que ela se queixou de uma “sensação de rastejar” dentro de sua cabeça. De acordo com notícias, a barata entrou pelo nariz da mulher enquanto dormia e atravessou até o crânio.

A mulher disse que podia sentir uma sensação estranha de queimar e teve que esperar até a manhã para ir ao médico. A barata estava viva e “não queria sair”, segundo os médicos.

6. Boca de uma mulher cheia de esperma de lulas

Muitas pessoas têm enjoo por comer frutos do mar “crus” seja por razões de saúde ou alguma outra aversão. Mas uma mulher de 63 anos obteve algo mais nojento quando ela comeu algumas lulas parcialmente cozidas na Coréia do Sul em junho de 2012. Enquanto ela mordia uma parte do prato – que ainda tinha seus órgãos intactos – ela teve uma sensação de “formigamento que não vinha de seu corpo” em sua boca. Ela cuspiu.

Mas já era tarde demais. Os sêmens das lulas já tinham disparado em sua boca, impregnando as mucosas da língua, das bochechas e das gengivas. Os médicos retiraram os “doze organismos pequenos e brancos em forma de besouros”, chamados de espermatóforos e também identificaram o esperma. Eles não tinham olhos nem pequenos tentáculos ou qualquer coisa do tipo, mas ainda assim, os produtos de esperma animal estavam vivendo dentro de sua boca.

5. Os olhos repletos de ovos de mosca

Há poucas coisas pior do que algo em seus olhos. Do lado positivo, a cegueira temporária geralmente é fácil de resolver. Para um garoto de 5 anos em Honduras, no entanto, a solução foi um pouco mais complicada. Isso porque o objeto em seu olho era uma mosca-berneira.

Esses pequenos insetos são muito egoístas. A senhora berneira coloca seus ovos no lado de fora de outra criatura viva (como um mosquito) que os deixa cair em animais maiores, de modo que, quando os ovos chocam, as larvas podem se contorcer dentro do hospedeiro para amadurecer. Algumas espécies de berneiras preferem mergulhar dentro de animais de sangue quente, como esquilos, cavalos e pessoas humanas.

A visita de um parasita berneiro geralmente não é tão difícil de consertar – um procedimento cirúrgico simples resolverá. Mas a larva que vivia dentro do rosto do menino hondurenho estava em “fase tardia” e acampada em sua órbita anterior. Isso significava que a cirurgia requeria uma incisão mais complicada na conjuntiva antiga.

4. Inguia dentro do pênis de um homem

Nan estava deitado na piscina quando ele começou a sentir algo afiado puxando seu pênis. Ele olhou para baixo para ver uma pequena enguia entrando em sua uretra. De acordo com Nan, ele tentou agarrá-la e retirá-la, mas o peixe estava muito escorregadio.

Com seu corpo funcionando como um lubrificante, a enguia desapareceu dentro de Nan em questão de segundos. Ele foi levado para o hospital e foi imediatamente colocado em cirurgia. Após três horas, o animal foi removido. E imagine o terror após saber disso: a enguia tinha 15 centímetros de comprimento.

3. Vermes dentro do couro cabeludo de um homem

Sabe aquele sentimento que você tem quando alguém diz algo como “há uma pequena aranha no seu cabelo”, e por um segundo, você realmente pode senti-la? Sua cabeça começa a coçar e você jura que pode sentir o seu cabelo em movimento. Somente após arranhar / agitar / gritar o suficiente, o terror e o drama sensacional diminuem. Mas às vezes há algo estranho na sua cabeça e ninguém lhe diz até que seja tarde demais.

Em 2007, um homem do Colorado chamado Aaron Dallas estava tendo o pior caso “cabeludo” da sua vida. Passaram-se semanas desde que começou. Ele tentou shampoos especiais, unguentos e até pomadas (qualquer que seja), mas nada ajudou. Ao longo do tempo, a coceira assumiu uma vida própria. Dallas disse que podia sentir seu couro cabeludo em movimento. Ele sentiu dores que o deixou de joelhos.

Ele disse: “Eu colocava minha mão lá e sentia eles se movendo. Achei que era sangue percorrendo minha cabeça. Eu podia até ouvi-los. Na verdade, pensei que estava ficando louco”.

“Eles” eram vermes. Cinco larvas bebês de mosca-berneira implantadas em sua cabeça, provavelmente durante uma viagem a Belize que ele fez. Quando os médicos conseguiram inspecionar a região, eles encontraram um buraco em seu couro cabeludo que estava rastejando com insetos, quase metade do tamanho de uma moeda.

2. O tumor cerebral de uma mulher na verdade era uma tênia

Rosemary Alvarez estava convencida de que tinha um tumor cerebral. Com sintomas que variavam de visão borrada a dormência em seus membros, ela foi ao médico duas vezes e foi escaneada – mas os resultados sempre eram nada demais. Preocupada, ela finalmente convenceu um neurocirurgião a fazer um M.R.I. Quando olhou para os resultados, ele encaminhou Alvarez para cirurgia imediatamente.

Aninhado no cérebro de Alvarez – e se alimentando dele – estava um verme de carne de porco. Ainda mais desagradável, os médicos disseram: “Alguém, em algum lugar, havia servido a comida para ela que estava contaminada com as fezes de uma pessoa infectada com o verme de carne de porco”.

1. Aranha construindo sua teia dentro do ouvido de uma mulher

Durante dias, Li Meng estava ouvindo um “ruído” que ninguém mais parecia notar. Com medo de ir ao médico (ela achou que poderia ser algum “espírito maligno”), Meng viveu com o barulho até que a dor finalmente se tornou insuportável.

Os médicos do Hospital Xiamen de Medicina Tradicional Chinesa examinaram Meng e encontraram uma aranha viva tecendo sua teia no canal do ouvido e descansando no tímpano. Mas toda vez que tentavam puxá-la para fora de sua nova e confortável casa, a aranha ficava compreensivelmente chateada. No fim, eles acabaram matando-a com remédios e a removendo do local.

Fonte: Universo Inteligente