Descubra as características de uma pessoa inteligente segundo os especialistas. Será que você é uma?

Neste post reunímos algumas características encontradas em pessoas altamente inteligêntes segundo estudos e experimentos realizados por especialistas da área.

Faça o teste e descubra se você possui algumas dessas características. Caso sim, pode ser que você seja realmente uma pessoa com QI acima da média.

Descubra as características de uma pessoa inteligente, segundo especialistas. Será que você é uma?

Elas são altamente adaptáveis

Pessoas inteligentes são flexíveis e capazes de prosperar em diferentes meios. Elas se adaptam mostrando o que pode ser feito independentemente das complicações ou restrições colocadas sobre elas.

Uma pesquisa psicológica recente apoia esta ideia. A inteligência depende de poder mudar seus próprios comportamentos para lidar de forma mais eficaz com seu ambiente ou fazer mudanças no ambiente em que você está.

Elas entendem o quanto elas não sabem

As pessoas mais inteligentes são capazes de admitir quando não estão familiarizados com um conceito específico. Elas não têm medo de dizer: “Não sei”. Se eles não sabem, eles podem aprender. 

Um estudo clássico de Justin Kruger e David Dunning, que descobriu que quanto menos inteligente você for, mais você superestima suas habilidades cognitivas.

Elas têm curiosidade insaciável

Albert Einstein teria dito, “Não tenho talentos especiais, só tenho curiosidade”.

As pessoas inteligentes são fascinadas pelas coisas que outros dão por certo. Uma pesquisa publicada em 2016 sugere que existe uma ligação entre a inteligência da infância e a abertura à experiência – que engloba a curiosidade intelectual – na idade adulta.

Os cientistas seguiram milhares de pessoas nascidas no Reino Unido por 50 anos e descobriram que os jovens de 11 anos que obtiveram maiores resultados em um teste de QI acabaram por estar mais abertos à experiência aos 50 anos.

Elas são de mente aberta

 

Pessoas inteligentes não se fecham a novas idéias ou oportunidades. Elas estão dispostas a aceitar, e a considerar, outros pontos de vista e estão sempre abertas a soluções alternativas.

Os psicólogos dizem que as pessoas de mente aberta tendem a fazer mais pontos em testes de inteligência. Ao mesmo tempo, as pessoas inteligentes têm cuidado com quais idéias e perspectivas adotam.

Elas gostam de sua própria companhia

People who are socially isolated may be at a greater risk of dying sooner, a British study suggests. But do Facebook friends count? How about texting?

Pessoas altamente inteligentes tendem a ser “muito individualistas”.

Curiosamente, pesquisas recentes sugerem que as pessoas mais inteligentes tendem a obter menos satisfação com socialização do que a maioria das pessoas.

Elas têm alto controle de si

Pessoas inteligentes são capazes de superar a impulsividade ao “planejar, esclarecer objetivos, explorar estratégias alternativas e considerar as conseqüências antes de tudo.

Os cientistas encontraram um elo entre autocontrole e inteligência. Em um estudo de 2009, os participantes tiveram que escolher entre duas recompensas financeiras: um pagamento menor imediatamente ou um pagamento maior em uma data posterior.

Os resultados mostraram que os participantes que escolheram o pagamento maior em uma data posterior – ou seja, aqueles que tiveram mais autocontrole – geralmente obtiveram maiores resultados nos testes de inteligência.

Os pesquisadores por trás desse estudo dizem que uma área do cérebro – o córtex pré-frontal anterior – pode desempenhar um papel para ajudar as pessoas a resolver problemas difíceis e demonstrar autocontrole ao trabalhar em direção a objetivos.

Elas têm bastante senso de humor

Pessoas altamente inteligentes tendem a ter um grande senso de humor.

Os cientistas concordam. Um estudo descobriu que as pessoas que escreveram legendas mais engraçadas para desenhos animados obtiveram pontuações mais altas nas medidas da inteligência verbal. Outro estudo descobriu que os comediantes profissionais obtiveram resultados superiores à média nas medidas da inteligência verbal.

Elas são sensíveis às experiências de outras pessoas

Pessoas inteligentes podem “quase sentir o que alguém está pensando/sentindo”.

Alguns psicólogos argumentam que a empatia, estar sintonizado com as necessidades e sentimentos dos outros e atuar de forma sensível a essas necessidades é um componente central da inteligência emocional. Os indivíduos emocionalmente inteligentes geralmente estão muito interessados em falar com novas pessoas e aprender mais sobre elas.