Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (8)

As mais variadas formas de tortura foram utilizados para punir as pessoas que fugiam dos padrões nos tempos medievais.

E em algumas torturas foram criadas e utilizadas ferramentas engenhosas e assustadoras para obter informações, impor medo, castigar ou apenas mostrar poder. Veja alguns exemplos desses instrumentos sinistros usados em terríveis técnicas de tortura medievais:

Berço de Judas

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (1)
Neste instrumento medieval a vítima era despida e pendurada por um cinto de ferro à volta da cintura, com as mãos e pés bem presos. A vítima era colocada sobre o assento com a ponta da pirâmide inserida no seu ânus,vagina ou escroto, e então lentamente baixada por cordas ou correntes.2 O condenado geralmente nu, era exposto a fim de adicionar mais humilhação. Este dispositivo foi concebido para esticar o orifício ou lentamente empalar a pessoa. O alongamento do orifício causaria dor e hemorragia, o que acabaria por causar a morte
 

Caixão de tortura

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (2)
Este método envolvia em colocar a vítima dentro de uma gaiola de metal que tinha aproximadamente o tamanho do corpo humano. Os torturadores também forçavam as vítimas com excesso de peso a ficarem em gaiolas menores para aumentar seu desconforto enquanto ficavam penduradas em uma árvore ou forca. Geralmente, elas seriam deixadas lá até os corvos virem e alimentarem de seus restos mortais.
 

Touro de Bronze

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA
O aparelho era uma esfinge de bronze oca na forma de um touro, com duas aberturas, no dorso e na parte frontal localizada na boca. No interior havia um canal desenvolvido semelhante à válvula móvel do instrumento musical Trompete, que ligava da boca ao interior do Touro. Após colocada a vítima, a entrada da esfinge era fechada e posta sobre uma fogueira. À medida que a temperatura aumentava no interior do Touro, o ar ficava escasso, e o executado procuraria meios para respirar, recorrendo ao orifício na extremidade do canal. Os gritos exaustivos do executado saíam pela boca do Touro, fazendo parecer que a esfinge estava viva.
 

Esticador

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (5)
Este dispositivo de tortura era feito de uma estrutura de madeira com duas cordas fixas ao fundo e os outros duas amarradas na parte superior. Uma vez que a vítima era amarrada e colocada em cima do esticador, a vítima seria esticada até que os seus membros fossem deslocados. Os torturadores, no entanto, (só para ter certeza de que aqueles membros foram realmente deslocados) continuavam a girar a roda até que os membros fossem completamente arrancadas do corpo da vítima.
 

Presidente Judas

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (6)
Usado até a década de 1800 na Europa, esta cadeira era feita com camadas pontudas de ferro com cerca de 500 a 1.500 pontas em toda a sua superfície, e com tiras apertadas para conter sua vítima. Feita de ferro, ela também poderia conter espaços para serem colocados elementos de aquecimento por baixo do assento.
 

Pêra de Angústia

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (7)
Trata-se de um aparelho em formato de pera, composto por 4 folhas. Em mulheres, o aparelho era inserido na vagina ou boca; em homens, geralmente homossexuais, a inserção era no ânus. Após inserido, o torturador iniciava a abertura rosqueando a outra ponta, as extremidades eram cortantes, então danos irreparáveis eram gerados.
 

Tortura do rato

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (8)
Esse método de tortura consistia em forçar um rato passar através do corpo da vítima (geralmente os intestinos), como forma de escape. Isto era feito da seguinte forma: A vítima estava completamente presa no chão ou em qualquer superfície horizontal. Um rato era então colocado em seu estômago coberto por um recipiente metálico. Quando o recipiente era gradualmente aquecido, o rato começava a procurar uma saída – através do corpo da vítima.
 

Estripador de Mama

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (9)
Usado como uma forma de punir as mulheres, o estripador de mama foi uma maneira dolorosa e cruel de mutilar seios. Esse instrumento era principalmente usado em mulheres acusadas de realizar aborto ou adultério. As garras eram usadas ​​tanto quente ou fria sobre os seios expostos da vítima. Se a vítima não fosse morta ela seria marcada para a vida toda com os seios dilacerados.
 

Esmaga Cabeças

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (10)
Este instrumento consistia num capacete e numa barra onde se apoiava o queixo da vítima. Seguidamente utilizava-se um parafuso que ia apertando o capacete comprimindo assim a cabeça na vertical. O resultado era a cabeça sendo comprimida lentamente e tendo primeiro os dentes e mandíbula quebradas, em seguida, a vítima morria lentamente com dor agonizante, com os olhos saltados das órbitas e o cérebro saindo pelo crânio despedaçado.

 

Tortura da Serra

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (11)
Era uma forma barata de torturar e matar uma vítima que foi muitas vezes acusado de: bruxaria, adultério, assassinato, blasfêmia ou mesmo roubo. A vítima era amarrada de cabeça para baixo por vários motivos. Primeiro, para garantir que o sangue corresse para a cabeça, mantendo a vítima consciente durante o ato de execução, para atrasar a perda de sangue e também para humilhar a vítima. Dependendo da vítima e torturador, esta tortura poderia durar várias horas. Quando era exigido uma confissão, a vítima era freqüentemente forçado a assistir alguém ser sujeito a este método. Se não confessar, elas seriam lentamente cortado pela metade.
 

Dama de Ferro

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (12)
O instrumento consiste em uma cápsula de ferro com uma fronte esculpida, suficientemente alta para enclausurar um ser humano. Possui dobradiças e abre como um ataúde. Usualmente, existem pequenas aberturas por onde o suposto torturado ou condenado pudesse responder ao interrogador ou sofrer ferimentos através de facas ou pregos. No interior da cápsula havia cravos de ferro que perfuravam o corpo do aprisionado mas não atingiam órgãos vitais. Este perderia sangue ou mesmo agonizaria por asfixia.
 

Cócegas espanholas

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (13)
É um instrumento simples, que foi usada para rasgar a pele de uma vítima. Provocava arranhões tão profundos que poderiam alcançar os ossos. A vítima fica amarrada nua e em seguida, os torturadores mutilavam em ato público. Eles muitas vezes começavam com os membros e lentamente mudava para o peito, costas, pescoço e por fim o rosto.
 

Garrote

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Era um colarinho de ferro que possuía um ferro que penetrava as vértebras cervicais de maneira à vítima morrer ou por asfixia ou devido a ter a espinha dorsal esmagada.
 

Forquilha dos Hereges

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (17)
O instrumento consiste de dois garfos colocados uns contra os outros que penetraram a carne sob o queixo em uma extremidade e a parte superior do tórax na outra. Como de costume, este instrumento não atingia os pontos vitais evitando a morte e prolongando a dor.
 

Separador de joelhos

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (18)
O separador de joelhos foi construído para inutilizar as pernas das vítimas. Construído a partir de dois blocos de madeira com espinhos, o objeto é encaixado na metade das pernas. Dois parafusos grandes conectam os blocos de forma que, quando torcidos, pressionam as partes uma contra a outra, apertando os espinhos contra os joelhos.
 

Tesouras de crocodilo

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais  (20)
As tesouras de crocodilo tinha um propósito muito específico: para mutilar aqueles que tentaram assassinar o rei. O design se assemelha a uma tesoura contendo várias pontas em ambas as extremidades. Apesar de ter sido, por vezes, usado para mutilar os dedos, sua finalidade mais comum era a mutilação de pênis. 
 

Mesa de Evisceração

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais (2)
A tortura era executada do seguinte modo: o carrasco abria o estômago com uma lâmina. Então prendia com pequenos ganchos as vísceras e, com uma roda, lentamente puxava os ganchos e as partes presas saíam do corpo até que, após muitas horas, chegasse a morte.
 

Burro Espanhol

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais (3)
O Burro Espanhol consistia em uma placa cortante, de corte triangular, onde a vítima era obrigada a sentar como se senta ao cavalgar. Pesos anexados aos pés dos torturados pressionavam o corpo deles contra o objeto cortante.
 

Roda de Despedaçamento

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais (4)
O método consiste em um roda onde o acusado é amarrado na parte externa. Abaixo da roda há uma bandeja metálica na qual ficavam depositadas as brasas. À medida que a roda se movimentava em torno do próprio eixo, o acusado era queimado pelo calor produzido pelas brasas. Por vezes, as brasas eram substituídas por agulhas metálicas.
 

Sapatos punitivos

Instrumentos usados em terríveis técnicas de tortura medievais (5)
Feitos de metal, ao invés de saltos altos, esses sapatos tinham grandes agulhas de ferro na parte traseira, fazendo assim com que a vítimas tentasse aguentar a ficar na ponta dos pés sem descansar os calcanhares, permanecendo estáticos se não quisessem ter os pés perfurados.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *